War Machine: Esse é o nome do filme produzido originalmente pela Netflix sobre guerra. No papel um Brad Pitt um pouco diferente do galã que marcou a carreira do ator, mais caricaturado e com pitadas de humor e ironia.

O filme foi dirigido e escrito por David Michôd, baseado no livro de não-ficção “ Os Operadores por Michael Hastings”. War Machine, na verdade, pode ser considerado uma sátira de guerra.

O custo do filme foi estimado em US$ 60 milhões (R$ 195 milhões) e não passou por salas de cinena, ançamento de DVD ou venda para a TV. A Netflix encabeçou a produção desde o começo e apresentou o filme direto para os seus assinantes.

Apesar desta veia bem humorada, War Machine, assim como outros do gênero, utilizam o humor para refletir sobre temas bem sérios, conflitantes e que acabaram em mortes de milhares, como a Segunda Guerra Mundial, a Guerra do Vietnã, a Guerra no Oriente Médio, entre outras.

Confira aqui outras séries sobre guerra. 

Atuação de Brad Pitt em War Machine, filme da Netflix

Brad Pitt é o general Glen McMahon. Ele faz a linha de militar durão, ceio de caricaturas, dorme quatro horas, corre bem de manhã, só pensa em trabalho e chega ao Afeganistão com força total e prestígio em alta.

O General quer livrar os afegãos dos insurgentes e devolver o país à população local. Mas para isso é necessário entrar numa guerra que não interessa a ninguém.

Para provar que a guerra é necessária, o general Glen McMahon solicita 40 mil soldados para atacar a província de Helmand, a única dominada pelos talibãs. Os devaneios e o apego ao prestígio e espírito de grandeza, contados pelo repórter da Rolling Stone (que atua como narrador do filme), vão colocar sua carreira militar em declínio.

Confira o trailler de War Machine, filme da Netflix com Brad Pitt