Tático / Militar

Umidade nos pés: como a água pode prejudicar seus membros inferiores?

Os pés são os membros do corpo humano que mais sofrem com a umidade. Isso porque nós, na intenção de proteger os membros inferiores, utilizamos calçados que os mantêm fechados durante longos períodos em atividade. 

Quando os pés entram em contato com a água por muito tempo, a pele, os músculos e toda a estrutura do membro pode ser danificada. Pessoas que trabalham com resgate, proteção e que passam muito tempo do seu dia calçados costumam sofrer mais com esses problemas. 

Pensando justamente nessas pessoas, que precisam de calçados resistentes e confortáveis e que não podem ficar com os pés molhados por muito tempo, desenvolvemos este texto mostrando o malefício de não optar por modelos impermeáveis.  

Micoses 

As micoses são infecções cutâneas, ou seja, atingem as partes mais externas da pele. Essas infecções são causadas por fungos que se desenvolvem melhor em locais com alta umidade. 

As micoses podem causar coceiras locais em casos mais brandos, mas podem ainda ocasionar dores, descamação da pele dos pés, rachaduras e desconfortos tremendos, quando não tratada. 

Para evitar micose, o ideal é que a pessoa evite ficar muito tempo com os pés molhados e que seque e mantenha os calçados de uso diário em locais arejados.  

Chulé 

O mau cheiro é outra presença constante de quem sempre deixa os pés sem o devido cuidado em relação à umidade. O temido chulé se desenvolve principalmente em calçados fechados, causado pela proliferação de bactérias em ambientes úmidos, como o interior deles. 

O uso de desodorantes de pés e demais produtos de higiene pode auxiliar no tratamento do mau cheiro, mas a principal alternativa é evitar o uso de calçados úmidos.  

Bolhas 

Mesmo com o uso de meias, quando um calçado está úmido em seu interior, o atrito entre as suas paredes e os pés do usuário se intensifica. Esse atrito pode causar desconforto, mas o pior é quando as bolhas aparecem e a dor e a ardência começam a ser constantes. 

Após o aparecimento das bolhas, são necessários alguns cuidados, como o uso de meias mais grossas e o tratamento tópico indicado pelo dermatologista. Por outro lado, para evitar que elas apareçam, a utilização de calçados impermeáveis é o ideal.  

“Pé-de-trincheira” 

Em casos mais extremos, os membros inferiores podem sofrer sérias infecções, caso fiquem muito tempo úmidos e sem a devida atenção. 

Entre muitos casos de infecção, podemos citar o pé-de-trincheira, que é uma variação extrema da famosa infecção fúngica do pé-de-atleta e que pode levar até a amputação dos pés. Essa infecção era muito comum nos soldados da 1ª Guerra Mundial que passavam dias dentro de trincheiras, com os pés atolados na lama e na água.  

Mas como evitar esses problemas? 

Para evitar problemas com a umidade nos pés, o ideal é o uso de calçados impermeáveis, caso seu trabalho diário dependa do uso de botas e coturnos. 

A Rafale possui uma vasta linha de calçados impermeáveis, desenvolvidos para você, profissional do resgate, policial militar e civil e atleta de Air Soft e Paintball.  

As botas possuem materiais tratados no sentido de evitar a absorção de água, repelindo a umidade e evitando que você tenha os problemas citados acima. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 − seis =