Seja para se proteger ou para atacar, a produção de armamento mundial não para. Constantemente algumas nações, que geralmente são as mesmas, divulgam aos quatro ventos as suas novas armas de guerra, como demonstração de poder.

É claro que muitas são mantidas em sigilo. Mas boas novidades foram apresentadas nos últimos anos e têm amedrontado diversos líderes. Confira algumas delas!

Armas nucleares e balísticas

A Coreia do Norte é, sem dúvidas, uma das fortes produtoras de novas armas de guerra. Em um desfile militar ocorrido em Pyongyang, por exemplo, foram exibidos diversos equipamentos que podem ser usados para revidar ataques nucleares.

Entre os principais armamentos estavam mísseis, sendo que ao menos um deles era balístico, e havia também um lançador de foguete móvel, que não foi identificado. Os soldados que participaram dessa demonstração de força também tinham equipamentos poderosos, como óculos de visão noturna e lança-granadas.

A Coreia do Norte tem feito diversos testes nucleares e balístico, muitos deles proibidos pela comunidade internacional, e o país ainda deseja desenvolver um míssil intercontinental, a fim de atingir os Estados Unidos.

Campo de força para tanques de guerra

Não, você não leu errado. As novas armas de guerra estão avançando tecnologicamente, e isso não acontece apenas com o propósito de atacar, mas também de se defender.

Esse é o caso do Trophy, um sistema desenvolvido pelas Forças de Defesa de Israel. Basicamente, ele consegue proteger o veículo de grande porte, como tanques de guerra, do ataque de projéteis.

Essa proteção ativa acontece, automaticamente, graças a quatro painéis de radar que conseguem detectar mísseis e granadas lançadas por foguetes. Depois de identificá-los, o sistema toma uma contramedida e interfere a ação dos projéteis ainda no ar, conseguindo proteger o veículo.

Novas armas de guerra incluem até metralhadora silenciosa

A Rússia também não brinca quando o assunto é armamento. Tanto é que, para substituir a já potente metralhadora RPK-74, foi criada a RPK-16, que vai contra diversas características típicas desse tipo de arma.

Prova disso é que a RPK-16, cujo calibre é de 5,45 milímetros, possui silenciador, mira telescópica e consegue até disparar tiros únicos, algo surpreendente para uma metralhadora.

O que achou das novas armas de guerra? Conhece alguma criação surpreendente e recente? Se sim, deixe um comentário abaixo e continue navegando pelo blog da Rafale Calçados. Aqui você encontra diversos artigos como este e conhece as armas e equipamentos do Exército Brasileiro.