Livros de guerra – Prosseguimos com a nossa missão de todo mês trazer boas opções de publicações, principalmente sobre a primeira e a segunda guerras mundiais. E, claro, sem nos esquecer de outras guerras. Veja as nossas dicas de Janeiro (clique aqui) e para as opções de fevereiro clique aqui.

Para o mês de março o blog da Rafale apresenta mais cinco livros de guerra para você ampliar o seu acervo de publicações sobre guerra e colocar a sua leitura em dia.

Cinco melhores livros de guerra – Março

1) A Vida Secreta da Guerra, por Peter Beaumont

Este volume é resultado de um dos mais corajosos trabalhos de jornalismo investigativo dos últimos anos, que levou o autor a viajar muitas vezes sozinho e sem guarda-costas para os lugares mais perigosos do mundo e permitiu uma rara proximidade e intimidade com os entrevistados.

No processo, o autor descreve encontros aterrorizantes, situações-limite e descobertas que só alguém que penetrou a fundo o território “inimigo” poderia realizar, como um plano secreto da Al Qaeda de ataque a Londres ou o refúgio bombardeado do mulá Omar.

Clique aqui para comprar.

2) O Brasil na mira de Hitler, por Roberto Sander

Esta é uma história surpreendente e dramática, que pouca gente conhece. Durante a Segunda Guerra Mundial, 34 embarcações brasileiras foram torpedeadas por submarinos da Alemanha nazista, causando a morte de 1.081 pessoas, a maioria civis inocentes. Nem nos campos de batalha morreram tantos brasileiros.

Clique aqui para comprar.

3) Éramos jovens na guerra, por Sarah Wallis e Svetlana Palmer

Éramos jovens na guerra’ acompanha as cartas e os diários de 16 adolescentes, às vezes de lados opostos do conflito, que escrevem de forma direta e persuasiva sobre suas reações e pontos de vista. São ingleses, franceses, americanos, japoneses, poloneses, alemães e russos, cada um com uma história única e fascinante para contar.Alguns lutaram e morreram na guerra, outros morreram de fome; muitos foram separados de suas famílias. Todos se viram forçados a amadurecer e tiveram suas vidas transformadas por suas experiências.

Clique aqui para comprar.

4) Guerras sujas, por Jeremy Scahill

Nesta história pouco convencional da Guerra ao Terror, o jornalista Jeremy Scahill busca o novo paradigma da política externa norte-americana – a luta longe dos campos de batalha declarados, por unidades que oficialmente não existem, em milhares de operações para as quais não há dados oficiais. Conduzindo o leitor por uma viagem vertiginosa do Afeganistão ao Paquistão, de Washington ao Iêmen e à Somália, do Reino Unido ao Iraque, na tentativa de entrevistar agentes secretos, mercenários, líderes de organizações terroristas e parentes de vítimas, Scahill revela vidas por trás das sombras e uma nova visão da guerra contemporânea a partir de histórias que um olhar desatento julgaria desconexas.

Clique aqui para comprar.

5) Uma história de Guerra, por John Keegan

Todas as civilizações têm sua origem na guerra. Paradoxalmente, hoje, para sobreviver precisam dominar a maior e mais resistente capacidade do homem: a de ser violento. Afinal, o que é a guerra? Por que o homem luta contra o homem? Que diferenças há entre um guerreiro ianomâmi, um bárbaro das hostes da Átila e um soldado da Segunda Guerra Mundial Como foi possível a humanidade chegar à beira da autodestruição total? O autor oferece uma visão abrangente da História da humanidade a partir das formas de guerrear e do processo da tecnologia bélica.

Clique aqui para comprar.