Facas militares são itens muito úteis para diversas situações, ao contrário do que se pensa. Boas lâminas não servem prioritariamente para combate. São ótimas aliadas da exploração em selva e podem auxiliar até mesmo em simples atividades diárias, desde que utilizadas da maneira correta.
Cada momento, no entanto, exige uma escolha específica do modelo que for mais conveniente, e é sobre isso que falaremos neste artigo!

O que avaliar na hora da escolha das facas militares?

As facas militares que não são de combate recebem o nome de táticas. Isso porque elas são consideradas um equipamento de trabalho, que permitem diversos usos e serão utilizadas como arma somente na impossibilidade de qualquer outro recurso. Vale lembrar que o canivete não se encaixa na categoria de facas táticas.
Dependendo da situação, é importante levar a faca correta, e por isso é imprescindível pensar em alguns pontos específicos do objeto. Assim, você fará a melhor escolha e não terá problemas na hora de utilizá-lo!

Cabo

Ele pode significar a diferença entre uma faca perfeita para o uso e um verdadeiro incômodo. Pelo fato de ter diferentes usos, o objeto precisa entregar a dose certa de ergonomia sem abrir mão da resistência do cabo. Madeira, plásticos e diversos outros materiais podem ser utilizados na produção dessa peça.
O cabo não pode ser escorregadio e deve permitir uma pegada firme, que não dificulte nenhum tipo de corte ou tarefa que exija maior precisão.

Lâminas e funções

Uma faca pode oferecer muitas variações em termos de lâminas (material e modelo), e cada uma delas atende à diferentes funções. Cabe destacar:

  • lâmina com dois tipos de fios – trabalhos como corte de lenha e entalhes em gatilhos de armadilhas;
  • serra dorsal – para corte de fibras como sisal e outras;
  • corta arame – pequeno furo com lateral afiada na lâmina, que permite o corte de arames;
  • pomo metálico – pequeno item de metal adicionado ao cabo para quebrar vidros, como uma espécie de martelo como o que está presente na Faca Baioneta M9 Cabo Madeira.

Tamanho da faca

Decidido o modelo e as funções para as quais a faca será empregada, é hora de escolher o tamanho.
Embora essa parte envolva mais o gosto pessoal do usuário, é necessário pensar nas situações que serão enfrentadas, para que um utensílio grande demais não atrapalhe, ou um pequeno demais seja insuficiente.
As mais versáteis são as facas médias, entre 12 e 22cm. Elas são boas para atividades gerais. No entanto, podem não oferecer a precisão das facas pequenas (cinco a 12cm) ou a força e resistência das maiores (acima de 22cm).
Agora que você já sabe escolher quais as melhores facas militares, continue acompanhando mais dicas no blog da Rafale Calçados!