Embora os veículos aéreos não tripulados estejam se popularizando nos últimos anos, especialmente por sua capacidade de filmar e fotografar, essa não é uma tecnologia nova. Os drones militares, por exemplo, são usados pelas forças armadas de diversos países desde 1950.

No Brasil, esses equipamentos têm sido muito úteis ao Exército, que aproveita a agilidade, a discrição e a segurança deles em diversas missões. Veja!

Drones militares em missão de paz

No ano de 2014 o Exército Brasileiro começou a utilizar drones militares para apoiar o Haiti em uma missão de paz. Na época, o modelo utilizado era bem simples, tinha apenas a função de vigilância, podendo voar com uma câmera por 45 minutos, em um raio de alcance de apenas 1 km.

Ainda assim, esse tipo de equipamento pode evitar confrontos e proporciona mais segurança tanto aos soldados quanto à população local.

Embora utilizem drones simples, os soldados brasileiros fazem treinamentos específicos com eles, o que acontece em uma cidade fictícia.

Operações militares nos Jogos Olímpicos

As Olímpiadas no Brasil, ocorrida em 2016, exigiu um trabalho especial das Forças Armadas Brasileiras, que novamente contaram com os drones militares. Dessa vez, porém, o modelo (200FH) era mais moderno.

Também usado na agroindústria, esse equipamento pode carregar até 50kg, consegue fazer monitoramentos em tempo real, tem sensores de imagem e até infravermelho, o que o permite reconhecer alvos de longe.

Quanto à distância, ele dá de dez a zero no drone utilizado no Haiti, pois pode ser monitorado dentro de um raio de 100 km. Além disso, mesmo se perder o contato com o controle operacional, o 200FH consegue pousar sozinho.

Devido às suas características, esse aparelho pode ser usado para diversos objetivos, inclusive para missões de segurança e defesa pública ou para obter dados geoespaciais.

Drones também dão apoio militar e civil

Tanto o Exército quanto a Marinha e a Aeronáutica do Brasil utilizam drones militares como apoio. Entre as ações que já utilizam ou podem contar com essa tecnologia estão:

  • vigilância e controle de fronteiras;
  • buscas e salvamento;
  • monitoramento de infraestrutura de segurança;
  • apoio a operações antidrogas.

Modernidade

Alguns dos drones fabricados no Brasil, especialmente com a parceria de empresas israelenses, já contam com alta tecnologia. O Vant 4, por exemplo, pode ser controlado via satélite ou controlador fixo por até 1000 km de distância, isso tudo com a capacidade de filmar e até informar dados.

Se você gosta de aeronaves, tripuladas ou não, continue navegando pelo blog da Rafale Calçados e veja também os principais aviões militares do Brasil.