Dia do Fuzileiro Naval do Brasil – E aí, guerreiros, tudo certo? O post de hoje é comemorativo, afinal, dia 7 de março é comemorado o Dia do FUZILEIRO NAVAL da Marinha do Brasil.

O blog da Rafale cumprimenta calorosamente esses guerreiros integrantes da Marinha do Brasil, responsáveis pela segurança do país de ameaças vindas do mar.

Nesse post conheça um pouco sobre o Dia do Fuzileiro Naval da Marinha: o que faz um Fuzileiro Naval? Qual o lema dos Fuzileiros Navais? Como ingressar no corpo de fuzileiro naval do Brasil?

Essas e outras questões trataremos logo abaixo.

Por que o nome de FUZILEIRO NAVAL?

O termo “fuzileiro” refere-se à antiga designação genérica dos soldados de infantaria armados de espingarda (também referida como “fuzil”). Os soldados de infantaria embarcada de algumas marinhas passaram a ser designados “fuzileiros ” ou “fuzileiros navais”. Como designação do membro da infantaria naval, o termo é utilizado nas marinhas do Brasil e de Portugal, bem como na generalidade das restantes marinhas da CPLP. Tanto os fuzileiros portugueses como os brasileiros descendem remotamente do Terço da Armada da Coroa de Portugal criado no século XVII.

Para além das marinhas da CPLP, o termo “fuzileiro” também é usado na Marinha Francesa (fusilier marin) e na Armada do Uruguai (fusilero naval). Por outro lado, frequentemente também são traduzidas para o português como “fuzileiros navais” algumas designações estrangeiras de unidades, soldados de infantaria naval, como o termo inglês “marines” ou o termo neerlandês “mariniers”.

O Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil tem origem no contingente da Brigada Real de Marinha de Portugal, que chegou ao Brasil – acompanhando a Família Real Portuguesa – em 1808. Com a Independência, o contingente da Brigada Real de Marinha que ficou no Brasil passou a designar-se “Batalhão de Artilharia de Marinha”. Em 1864 passou a chamar-se “Batalhão Naval”, em 1895 “Corpo de Infantaria da Marinha”, em 1924 “Regimento Naval” e em 1932 “Corpo de Fuzileiros Navais”.

O que faz um FUZILEIRO NAVAL da Marinha do Brasil?

Um fuzileiro naval é um militar pertencente a um corpo de infantaria de marinha de alguns países. No âmbito de uma marinha, os fuzileiros são normalmente os especialistas na realização de operações de assalto anfíbio, nas abordagens no alto mar, na segurança e ordem interna nos navios de guerra e na defesa das instalações navais em terra. Normalmente, os fuzileiros navais são rigorosamente selecionados e recebem um treinamento especial, sendo considerados tropas de elite.

Como ingressar na Marinha como Fuzileiro Naval?

Quem pretende se tornar um FUZILEIRO NAVAL precisa, além de prestar concurso, enfrentar exames físicos rigorosos.

A seleção para o Curso de Formação de Soldados Fuzileiros Navais é aberto todos os anos pela Marinha. São oferecidas, aproximadamente, 1860 vagas, divididas em 6 estados brasileiros.

Os aprovados recebem um treinamento durante 17 semanas, na condição de aspirante. Após a formação, são nomeados soldados fuzileiros.

Só podem fazer inscrição no concurso homens, com idade entre 18 e 21 anos e altura entre 1,54 e 2 metros. É preciso ter nível fundamental completo, não ter no corpo tatuagens visíveis com o uso dos uniformes de serviço ou com desenhos ofensivos e incompatíveis com o perfil militar conhecido por todos (exemplo: suástica, pornografia, etc).

Além disso, não podem se inscrever os jovens que tenham com qualquer tipo de deficiência física ou algum tipo de contraindicação médica, de acordo com os padrões psicofísicos descritos pela Marinha, divulgados simultaneamente com o edital do concurso.

Inscrições para Fuzileiro Naval

As inscrições se iniciam, geralmente, no primeiro trimestre de cada ano e devem ser feitas no site da Marinha.

Qual é o salário de um fuzileiro naval?

O salário médio para Fuzileiro Naval especializado é de R$ 1.856,00/mensal na empresa Marinha do Brasil.

Para que serve os fuzileiros navais?

Dia do Fuzileiro Naval: Os fuzileiros navais são considerados uma tropa de elite das Forças Armadas porque passam por uma seleção ainda mais criteriosa que a seleção de aprendiz de marinheiro e recebem um treinamento mais extenso e exaustivo

Dia do Fuzileiro Naval: qual o lema dos fuzileiros navais?

ADSUMUS“, ou seja, aqui estamos, prontos para servir, lutar e vencer. Há 150 anos está gravado em cada coração fuzileiro o seu lema. Esta é a divisa do Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil: ADSUMUS.

O lema surgiu no ano de 1958, próximo às comemorações do aniversário de 150 anos do CFN, quando o almirante-de-esquadra (FN) Leônidas Telles Ribeiro pediu a sua esposa, sra. Violeta Telles Ribeiro, que sugerisse algo apropriado para ser usado. Após o almirante haver saído para uma caminhada, D. Violeta redigiu o seguinte texto:[2]

“ Nesta hora de júbilo e orgulho em que o Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil comemora seus 150 anos, não há de faltar à gloriosa corporação o panegírico merecido de seus feitos de honrosa tradição. Mas, além disso, será imprescindível que se ofereça ao homenageado um presente, algo que marque de maneira expressiva os feitos gloriosos de sua História. Vamos dar-lhe uma divisa. Qual a divisa apropriada para os Fuzileiros do Brasil? “ADSUMUS”, ou seja, aqui estamos, prontos para servir, lutar e vencer. Há 150 anos está gravado em cada coração fuzileiro o seu lema. Esta é a divisa do Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil: ADSUMUS.

Veículos a armamento dos fuzileiros Navais

Dia do Fuzileiro Naval: Para cumprir as suas missões, os fuzileiros são desembarcados de veículos anfíbios ou helicópteros. Para isso contam com o apoio do fogo naval e/ou aeronaval. Uma vez em terra, operam os seus próprios meios, que incluem blindados, artilharia de campanha, artilharia antiaérea, engenharia de combate, comunicações e guerra eletrônica.

Outros armamentos: RBS 56, lançador sueco de mísseis anticarro; Ponte flutuante Portada Castor; Detector de minas AN-19 2

Dia do Fuzileiro Naval: vídeo da canção dos Fuzileiros Navais