Até o Último Homem – Até onde você iria para defender as suas convicções? Encararia uma guerra sem nenhuma arma ou proteção? Desmond T. Doss, um soldado americano que detestava a violência, fez isso. Pode parecer loucura, mas a coragem dele salvou diversas vidas na Batalha de Okinawa, rendeu condecoração e deu origem ao filme Até o Último Homem.

Desmond T. Doss, um soldado cristão que realmente existiu, recebeu a Medalha de Honra do Congresso dos Estados Unidos por seu papel em combate, salvando vidas de dezenas de companheiros de batalha.

História do filme Até o Último Homem

O enredo, que se passa na Segunda Guerra Mundial, conta a história do socorrista e soldado Doss, que decidiu servir ao exército dos EUA, mas sem matar, sem dar um tiro, sem carregar armas e com uma única missão: salvar vidas! Por seus feitos, recebeu a Medalha de Honra do Congresso, ganhando o posto do primeiro Opositor Consciente norte-americano a conquistar esse feito.

Como é de se imaginar, Até o Último Homem possui muita violência, não sendo recomendado para menores de 16 anos. No entanto, para a surpresa de muitos, ele também tem um lado religioso, já que o protagonista, Doss, não só acreditava em Deus, como também era um pacifista ativo, até mesmo no campo de batalha.

Curiosidades de Até o Último Homem

 

 

A iniciativa de Doss faz esse ser um dos melhores filmes de guerra dos últimos tempos. Mas se você ainda não está convencido de que deve assisti-lo, veja algumas curiosidades sobre o longa.

1. Tempo de produção

A ideia de levar a história de soldado socorrista para o cinema foi cogitada durante mais de 14 anos. Suas filmagens, no entanto, foi bem rápida, durou apenas 59 dias, dando origem a um filme de duas horas e vinte minutos.

2. Número de vidas salvas

O número total de vidas que Doss salvou é incerto. Segundo afirmações feitas pelo próprio soldado, foram 50 pessoas, mas testemunhas alegam que esse número foi bem maior, atingindo 100. No filme, pode se dizer que foi feita uma média e ficou definido que o protagonista salvou 75 vidas.

3. Efeitos visuais

Muitos dos efeitos visuais do filme, especialmente os que envolvem bombas, deixaram de lado a computação gráfica e foram feitos na prática, com explosivos mais seguros, que permitiram a proximidade das pessoas e deram ao filme mais realismo.

4. Oscar 2017

Até o Último Homem recebeu seis indicações no Oscar 2017. Entre elas, o filme foi premiado em duas categorias técnicas, como Melhor Mixagem de Som e também Melhor Montagem, o que mostra que as cenas vistas nessa produção se diferenciam de muitas outras.

A indicação de “Até o Último Homem” para seis categorias foi um feito considerado extraordinário, pois Mel Gibson (foto), diretor do filme, vinha sendo boicotado em Hollywood desde o lançamento de “A Paixão de Cristo”, considerado violento e antissemita pela comunidade judaica dos Estados Unidos.

Trailer oficial do filme Até o Último Homem

Confira o trailer oficial do filme.

 Gostou da história do soldado Doss? Para conferir mais sugestões, continue navegando pelo blog da Rafale Calçados. Aqui você encontra dicas de séries sobre guerras e outros filmes, como War Machine. Confira!